Médicos do INSS voltam ao trabalho!

A Greve dos médicos do INSS que se iniciou no dia 04 de setembro de 2015 finaliza no mês de janeiro

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) finda a greve de mais quase 150 dias dos médicos peritos. Os trabalhadores da área da saúde entraram em greve no dia 04 de setembro de 2015, devido à solicitação de melhorias em suas remunerações não terem sido solucionadas. Milhões de perícias não foram realizadas no período, ocasionando na perda de benefícios de muitos cidadãos.

As reivindicações dos médicos peritos são: redução de carga horária de 40 para 30 horas semanais, o aumento de salário de 27,5% em dois anos, sem falar no aumento do quadro de funcionários. As medidas não foram acatadas, mas os médicos decidiram voltar pelo governo não ter se manifestado favoravelmente e a situação prejudicar exclusivamente o cidadão.

greve-medicos-inss-pericia

O Instituto reforça e ressalta que os serviços que retornaram foram os que proporcionam atendimento aos que não passaram por perícia médica inicial e precisar requerer essa solicitação. Dessa forma serão mantidos apenas os atendimentos prioritários para início da obtenção de benefícios.

Foi divulgado em nota que a categoria não está satisfeita e que novas oportunidades e paralisações podem acontecer. Com a greve, a situação estava tão complicada que um cidadão brasileiro que sofresse um acidente, o impossibilitando de voltar ao trabalho não recebia atendimento, o preocupando e também sua família.

O INSS com essa decisão dos peritos economiza esforços e volta ao foco da melhoria da qualidade dos serviços relacionados a seguridade social. Com isso os exames ficam prontos mais rapidamente e com qualidade.

A ANMP (Associação Nacional dos Médicos Peritos) não chegou a uma decisão com o governo federal, mas os atendimentos vão retornando aos poucos. O atendimento vem acontecendo um pouco mais lento que o normal, mas depois de quase 150 dias, muitos receberam a perícia.

Mais informações, acesse o número da Central de Atendimento que é o 135 ou no site http://www.previdencia.gov.br/noticias para mais notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *